Fantasma da corrupção volta a assombrar o Brasil, diz El País (BBC)

Reportagens publicadas nesta quarta-feira em jornais estrangeiros afirmam que denúncias de corrupção voltam a ser notícia no Brasil, desta vez girando em torno do gasto oficial com cartões de crédito corporativo.

A versão online do espanhol El País diz que a oposição já começou a recolher assinaturas para a criação de uma comissão de inquérito para investigar a denúncia de gastos não explicados de um segurança particular de uma das filhas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A nova denúncia ocorre uma semana depois da demissão da ministra da Secretaria de Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, por utilizar o cartão oficial em despesas pessoais. "Foi o oitavo ministro que o presidente perdeu por motivos relacionados à corrupção desde que chegou ao governo", contabiliza o jornal espanhol.

"Não se descarta que outros ministros apresentem sua demissão, embora alguns tenham começado a recuperar sua imagem, e devolvido parte do dinheiro gasto com o cartão oficial."

O argentino La Nación também dá destaque aos dois casos, afirmando que "salpicam" no entorno do presidente. Citando reportagens da imprensa brasileira, o diário lembra que grande parte das despesas registradas nos cartões de crédito são saques em dinheiro, "de forma que a natureza dos gastos não pode ser identificada".

Além disso, diz o La Nación, deputados da oposição acusam o governo de usar os cartões de crédito para mascarar um "'caixa dois' de desvio de dinheiro público".

Fonte: BBC Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil