Pular para o conteúdo principal

Como se tornar voluntário

por Anna Paula Buchalla, da Veja

guia1 Há um contingente enorme de pessoas praticando o bem no país. Estima-se que 25 milhões de brasileiros doem dinheiro ou tempo – ou ambos – a instituições de caráter beneficente. Esse número vem crescendo a cada ano, graças à conscientização de que, como o país é a sociedade, e não o governo, cabe aos cidadãos, em boa medida, tentar mudar a paisagem de pobreza e desmandos que nos cerca. Nesse universo, a fatia que mais aumenta é a de quem dedica algumas horas por semana ao voluntariado. É um trabalho que causa grande satisfação pessoal e possibilita um controle maior sobre a atuação da instituição escolhida. "Muita gente acha que pode doar uma horinha aqui e outra ali. Mas o trabalho voluntário requer regularidade", diz Vera Lúcia Monari, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A seguir, VEJA mostra o que se exige de um voluntário em dez organizações de grande credibilidade, numa seleção feita com a ajuda de especialistas.

Rede Feminina de Combate ao Câncer

O que é: em funcionamento desde 1971, trata-se de uma central de captação de voluntários interessados em dar suporte de qualquer natureza a pacientes com câncer e seus familiares em 280 instituições de saúde do estado de São Paulo
O que faz o voluntário: pode prestar serviços de acordo com sua área de atuação – advocacia, medicina, administração ou psicologia, por exemplo. A ajuda não especializada inclui desde a organização de eventos, como bazares, até campanhas de arrecadação de remédios e alimentos e a facilitação do acesso a consultas de emergência
Quanto tempo requer de doação: quatro horas por semana, em média
Como entrar em contato: www.redefemininaesp.org.br
E-mail: rede@redefemininaesp.org.br
(11) 4224-5098

SOS Mata Atlântica

O que é: entidade ambientalista que, desde 1986, atua na defesa das porções remanescentes de Mata Atlântica, a flora que cobria originalmente o litoral brasileiro de ponta a ponta. Desenvolve projetos de educação ambiental, recursos hídricos e ecoturismo e denuncia agressões à natureza. Também realiza um trabalho de educação ambiental em escolas
O que faz o voluntário: participa de palestras promovidas pela entidade em comunidades e escolas. Outras atividades são mutirões de limpeza e plantio e campanhas de mobilização
Quanto tempo requer de doação: cinco horas semanais, em média
Como entrar em contato:
www.sosmatatlantica.org.br
(11) 3055-7888

Liga Solidária

O que é: criada em 1923, desenvolve programas sociais e educacionais voltados para crianças, jovens e adultos em situação de risco em São Paulo. Atualmente, atende 3 600 pessoas por dia, com a ajuda de 810 colaboradores e 180 voluntários
O que faz o voluntário: a instituição precisa principalmente de profissionais do setor de saúde, como médicos, dentistas, fisioterapeutas e psicólogos, e da área de cuidados infantis, como contadores de histórias e auxiliares de berçário
Quanto tempo requer de doação: de duas a quatro horas por semana
Como entrar em contato: www.ligasolidaria.org.br
E-mail: voluntariado@ligasolidaria.org.br
(11) 3873-2911

A Mão Branca

O que é: uma das instituições mais antigas do país. Fundada em 1912, oferece moradia, terapia e atividades culturais e recreativas a idosos
O que faz o voluntário: ajuda a entreter os idosos. Também pode atuar em bazares e na área administrativa
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais
Como entrar em contato: www.amaobranca.org.br
(11) 5523-2055

GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente  e à Criança com Câncer

O que é: existe desde 1991. Seu hospital, em São Paulo, é referência no tratamento de câncer infantil e, hoje, faz mais de 4 000 atendimentos por mês a crianças do país inteiro – o que inclui consultas, quimioterapia, cirurgias e transplante de medula óssea, entre outros procedimentos
O que faz o voluntário: pode escolher entre três grandes setores. Na humanização hospitalar, ele conversa com pacientes e lhes dá suporte emocional; na prestação de serviços, realiza atividades como costura e artesanato ou apoio aos familiares; e, na captação de recursos, trabalha em bazares e campanhas de arrecadação
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais, por pelo menos um ano
Como entrar em contato: www.graacc.org.br
E-mail: voluntariado@graacc.org.br
(11) 5908-9100

APAE-SP

O que é: desde 1961, ampara portadores de deficiência intelectual. Oferece atendimento ambulatorial especializado, serviços de estimulação, apoio ao envelhecimento e programas de capacitação para o trabalho. Também inclui pacientes em escolas regulares e atua na área de defesa e garantia de direitos
O que faz o voluntário: trabalha em áreas operacionais, como a de serviços de escritório; em áreas técnicas, na condição de médico, advogado ou psicólogo, entre outros; e em atividades de apoio aos profissionais que lidam diretamente com os atendidos
Quanto tempo requer de doação: em média quatro horas semanais, em horário comercial
Como entrar em contato: www.apaesp.org.br
E-mail: voluntarios@apaesp.org.br
(11) 5080-7086 e 5080-7149

Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro

O que é: há 24 anos capacita adolescentes e jovens de comunidades carentes do Rio de Janeiro para o mercado de trabalho
O que faz o voluntário: pode dar aulas de português, matemática, conhecimentos gerais e computação, entre outras matérias. Outra opção é arrecadar alimentos para a merenda ou buscar empresas em que os jovens possam estagiar
Quanto tempo requer de doação: de três a seis horas por semana
Como entrar em contato:
E-mail: campvi@veloxmail.com.br
(21) 2252-4613 e 2220-0175

Fundação Dorina Nowill para Cegos

O que é: criada em 1946, oferece a portadores de deficiência visual avaliação e diagnóstico médicos, educação especial, reabilitação e colocação profissional
O que faz o voluntário: pode auxiliar na revisão de livros em braile, na gravação de audiolivros, na oficina de costura ou no setor de computadores
Quanto tempo requer de doação: quatro horas semanais
Como entrar em contato: www.fundacaodorina.org.br
E-mail: voluntariado@fundacaodorina.org.br
(11) 5087-0970

Rede Mineira de Cidadania

O que é: fundada em 2007, em Belo Horizonte, promove cursos de capacitação profissional e orientação para jovens
O que faz o voluntário: pode engajar-se em um dos projetos da entidade, de preferência na sua própria área de formação
Quanto tempo requer de doação: três horas por semana
Como entrar em contato: www.redemgcidadania.org.br
E-mail: redemgcidadania@gmail.com
(31) 3227-6565

Projeto Casa da Criança

O que é: foi criado em 1999, no Recife, com o objetivo de reformar espaços físicos de instituições que atendem crianças e adolescentes carentes
O que faz o voluntário: arquitetos, engenheiros e empregados da construção civil elaboram projetos e tocam as obras. Eles ainda ajudam a conseguir material de construção de forma gratuita
Quanto tempo requer de doação: a disponibilidade tem de ser diária nos períodos de execução de obras
Como entrar em contato: www.projetocasadacrianca.org.br
(81) 3467-9968

A um clique de distância

Há um ano, o Instituto Voluntários em Ação, uma ONG de Florianópolis, colocou em prática uma forma inovadora de pôr em contato instituições que precisam de voluntários e pessoas dispostas a ajudar. Trata-se do site www.voluntariosonline.org.br.

Como funciona: o site indica organizações para as quais se pode fazer trabalho voluntário. São 362 entidades cadastradas, de onze estados brasileiros. O interessado pode refinar a sua busca tanto pelo estado em que fica a instituição como por sua respectiva área de atuação. O site também possibilita que se prestem serviços on-line para a entidade escolhida

A quem se destina: a pessoas que querem ajudar uma instituição, mas não sabem por onde começar. Os serviços on-line são uma opção para quem não tem tempo de se deslocar até a organização

Quantos voluntários já encaminhou: 7 000, em um ano de atuação

Por que vale a pena recorrer a esse serviço: além do fato de direcionar a pessoa, o site faz o cadastro de instituições que dispõem de toda a documentação legal em ordem. Ou seja, são sérias e idôneas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Marketing social é coisa de gente mentirosa e egoísta.
Título original: Marketing social (3 de setembro de 2012)

Quem acha 'todo outro lindo' deveria defender apedrejadores.
Título original: Sensibilidade cultural (13 de agosto de 2012)

Ser humano só revela o que tem de melhor quando é esmagado.
Título original: "Bonequinha de Luxo" (6 de agosto de 2012)

Todo mundo quer ser 'legal' e ninguém quer ser pecador.
Título original: Ideologia de privada (30 de julho de 2012)

Espiritualidade trágica dos gregos é a melhor.
Título original: Nêmesis (23 de julho de 2012)

Mercado do apocalipse verde tem tudo do fanatismo
Título original: O infiel (16 de julho de 2012)

Todo mundo que crer salvar o mundo é autoritário
Título original: Demagogia verde dos salvadores (15 de junho de 2012)

Inferno não são os outros, mas o 'marketing do eu', diz Pondé
Título original: Meu inferno mais íntimo (4 de junho de 2012)

Só mentirosos negam que sejamos responsáveis por nossas escol…

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica

A reforma ortográfica só será obrigatória a partir de 2012, mas as novas regras já podem começar a ser aplicadas a partir de 2009. O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa uniformiza o português do Brasil, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Veja o que muda neste texto do professor Sérgio Nogueira. 



> Regras especiais


1ª) Regra dos hiatos (abolida pela reforma ortográfica):
Como era?
Todas as palavras terminadas em “oo(s)” e as formas verbais terminadas em “-eem” recebiam acento circunflexo: vôo, vôos, enjôo, enjôos, abençôo, perdôo; crêem, dêem, lêem, vêem, relêem, prevêem.

Como fica?
Sem acento: voo, voos, enjoo, enjoos, abençoo, perdoo; creem, deem, leem, veem, releem, preveem.


Que não muda?
a) Eles têm e eles vêm (terceira pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos TER e VIR);

b) Ele contém, detém, provém, intervém (terceira pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos derivados de TER e VIR: conter, deter, manter, obter, provir, intervir, convir);���…

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

Em ruas de prostituição de Genebra, na Suíça, português é língua corrente. Nos classificados de jornais europeus, apresentar-se como “brasileira” costuma render mais clientes e programas mais caros. Não por acaso estrangeiras fingem ser do País para competir pela atenção dos homens.


do Estado de S.Paulo

Estimativas da Organização Internacional de Migrações (IOM), agência ligada à ONU, apontam quase 75 mil prostitutas brasileiras trabalhando hoje na Europa. E esse número só cresce. “Espanha, Holanda, Suíça, Alemanha, Itália e Áustria são os principais destinos”, diz a entidade. E o total de mulheres que deixam o Brasil é bem superior ao de homens. Na Itália, dos 19 mil brasileiros vivendo legalmente no País em 2000, 14 mil eram mulheres. O número elevado de prostitutas contribui para a diferença.

Dados do governo espanhol apontam existência de 1,8 mil prostitutas brasileiras no país e 32 rotas de tráfico de mulheres. Muitas usam Portugal como porta de entrada e praticamente todas chegam…