Sim, a Deus! Não, ao demônio!

Sermão que o padre carismático Jonas Abib (foto) proferiu no dia 4 de fevereiro de 2008. Seu livro “Sim, Sim! Não, Não! Reflexões de Cura e Libertação” foi proibido por, no entender da Justiça, ser preconceituoso às religiões espíritas e às de matriz africana. Neste sermão, também preconceituoso, ele faz referência ao livro.



Nós vimos a clareza das duas leituras. Isso nos faz lembrar aquilo que São João na sua primeira carta nos diz: “Aquele que peca é do demônio, porque o demônio peca desde o princípio. Eis por que o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do demônio.” (IJo 3, 8)

Jesus veio a este mundo e se manifestou para destruir as obras do demônio, e justamente por isso que Ele vai até a cruz. Não dá para imaginar o quanto Jesus sofreu, e sofreu muito, tudo fruto da sua obediência. Sim, foi pela sua obediência ao Pai. Por isso, que Ele suou sangue naquela noite no Horto das Oliveiras: "Pai afasta de mim este cálice, mas não faça o que eu quero e sim o que tu queres.” Não podemos viver justificando os pecados. Não podemos nos acostumar e ainda alguns ajuda a outros: Ah, isso não é pecado! Acaba acostumando viver no pecado. E, foi por este motivo que Ele se manifestou para destruir toda as obras do demônio.

Vemos no Antigo Testamento o fato de Absalão, o filho muito querido de Davi querer matar o Pai por causa do trono. Foi porque Davi pecou, adulterando com Betsabé, esposa de Urias - um valente guerreiro da sua tropa de ‘Elite’. Depois de ter pecado, Davi para se justificar, manda Urias para casa para que dormisse com a sua esposa e não desconfiasse que ‘Betsabé’ estava grávida dele [Davi]. Davi chama Urias para jantar com ele, embriaga-o e manda-o ir para casa dormir e como ele era obediente, temente a Deus e a seu rei, dormiu do lado de fora para proteger o rei diante do inimigo. Davi comete outro pecado mandando Urias para frente da batalha. Urias morre e Davi homenageia-o 'descaradamente', tomando Betsabé como esposa.

Natã, profeta de Deus é enviado a Davi para que pudesse ter com ele. E Davi, homem de Deus, que já tinha vencido várias batalhas, deixou que subisse à sua cabeça toda a fama. Davi se arrepende e sobe à montanha para pedir perdão. Quando ‘o tal’ de ‘Semei’ filho de Gera (Samuel Cap. 19,16) aparece praguejando Davi, os soldados queriam cortar a cabeça deste homem, mas, Davi reconheceu o seu pecado não permitindo nenhum mal àquele homem. Este homem aqui, é o demônio que vem e te acusa diante do pecado que cometeu, perturbando sua cabeça, mas, o Deus que Davi servia é misericordioso, por isso ele foi perdoado.

O Evangelho nos traz um fato extremo. Que tristeza! Aquele homem vivia no cemitério cortando-se, ferindo-se. Tentavam amarrá-lo com correntes, mas, os demônios que nele estava, as quebravam. Veja o que o demônio faz com as pessoas; primeiro ele nos tenta levar ao pecado. A segunda coisa oprimi-nos, e não conseguimos sair do pecado porque há uma opressão. A pessoa começa escutar vozes, começa a ver ‘coisas’. O inimigo acaba possuindo aquela pessoa, isso é terrível.

Não pense que é história, que a parapsicologia tenta explicar e com desculpas, deixamos nossos irmãos padecerem assim, esquecendo-nos que Jesus se manifestou para revelar as obras do demônio. Quando este homem, pobre coitado se encontra com Jesus Cristo, o inimigo se manifesta dizendo: “Não me atormentes! Não me expulses! Deixe-me ir para aqueles porcos!” Quando Jesus pergunta o nome dele, a resposta é: “Legião!” Jesus os expulsa para a manada de porcos, por volta de dois mil porcos, e aqueles que cuidavam dos porcos foram para a cidade contar o que aconteceu. O homem antes possesso, agora estava sentado, calmo. Vendo o homem liberto, insistiram com Jesus para que Ele fosse embora da cidade, da região deles. Na verdade eles estavam rejeitando o Salvador e não devemos nós pastores deixar com que ele seja expulso assim. Pois nos foi dado o poder como aos Apóstolos, e não foi só lá naquele tempo, mas agora! Vemos tantas seitas; a começar do espiritismo de mesa, de terreiro, com todas as suas práticas, seus rituais que são realizados. Irmãos e irmãs em grandes quantidades continuam sendo possuídos na ignorância, e eis o motivo pelo qual o Filho do homem veio; para destruir as obras das trevas.

Quando estava escrevendo o livro Sim! Sim! Não! Não! Perto de mandar para a gráfica, fui tirar uma cópia no computador percebi que estava tudo embaralhado. Não se dava para entender nada. Todos os capítulos foram conservados, mas não dava para entender nada do que estava digitado. Ali percebi o demônio querendo impedir que eu publicasse este livro, mas refiz todo o livro e ainda melhor.

"As coisas que os pagãos sacrificam, sacrificam-nas a demônios e não a Deus. E eu não quero que tenhais comunhão com os demônios. Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis participar ao mesmo tempo da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (ICor 10, 20-21) Veja com que clareza fala-nos Paulo a respeito dos demônios. Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor.... e, quantos católicos pensam que podem comungar e depois ir ao centro, na umbanda, praticando macumbarias com; facas, punhais, bode, pinga levando a libertinagem, linha preta, sangue... E, quantas pessoas acabam se consagrando com estas práticas. O Filho do Homem veio para libertar-nos, por isso Paulo diz; “Não quero que tenhais comunhão com os demônios...” Eles vão nestes lugares para buscar saúde, emprego, casamento. E o que oferecem; pinga, bodes mortos, sangue... e a Palavra de Deus nos traz: “Não quero que tenhais comunhão com os demônios...” E tem muitos católicos que precisam ser libertos, deste mal, desta vida.

Escape o mais depressa possível e não deixe para depois. Para que você hoje dê o passo decisivo em ser o Senhor, único Deus e Salvador de tua vida. Ele é o meu Senhor, só a Ele servirei. E se eu servi a outros senhores, peço perdão. E renuncio a satanás, e me entrego a ti Senhor, meu único Senhor. Eu rejeito tudo o que fiz e sei que serei perdoado, serei liberto. O Senhor veio a este mundo para destruir as obras do diabo, por isso eu confio que pela absolvição que receberei, estarei totalmente liberto. E, se eu servi a outros senhores na ignorância, peço perdão pois meu único Senhor és tu o Altíssimo!

O Catecismo é bem claro quando diz que não devemos procurar estes meios para consultorias. Em Levítico, capítulo 19, versículo 31, diz: “Não vos dirijais aos espíritas nem aos adivinhos: não os consulteis, para que não sejais contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus.” E ainda; Levítico capítulo 20, versículo 6, diz: “Se alguém se dirigir aos espíritas ou aos adivinhos para fornicar com eles, voltarei meu rosto contra esse homem e o cortarei do meio de seu povo.” Deus é severo, pois essa pessoa quando contagiada, leva isso ao povo de Deus e este é o motivo da severidade de Deus. (Transcrição: Rogério Viana)

> Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/eventos/novoeventos/cobertura.php?cod=1222&pre=3491

> Proibido o livro do padre que associa a umbanda ao demônio. 

Coisas do diabo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil