CPI encontra pedofilia em cem álbuns do Orkut

da Folha

A primeira análise da CPI da Pedofilia sobre os álbuns do Orkut suspeitos de conter material pedófilo mostrou que cerca de 100 entre 250 álbuns analisados continham realmente imagens de crianças em cenas de sexo ou com insinuações dessa natureza.

Ao total, a comissão vai vasculhar 3.261 álbuns cujos sigilos foram quebrados, obrigando a Google -mantenedora do Orkut- a abrir os dados.

O resultado superou a expectativa inicial do grupo de trabalho, que calculava encontrar cerca de 200 álbuns com pedofilia. Agora já se fala em 400, segundo Thiago Tavares, diretor da ONG SaferNet.

Além do número elevado, a quantidade de fotos de crianças possivelmente brasileiras chamou a atenção, já que, no Brasil, a maior parte das fotos é de crianças estrangeiras.

"Há muitas fotos com indícios fortes de vítimas brasileiras. Essa foi uma surpresa", disse Tavares, que não soube informar o percentual de possíveis brasileiros nas imagens.

As fotografias já vistas mostram crianças de idades variadas -de bebês de colo a adolescentes- em atos sexuais com adultos -homens e mulheres- ou outras crianças. Também existem imagens em que as crianças estão sozinhas.

"Não dormi ontem [anteontem] depois do que eu vi. Ver um pai estuprando um bebê de colo... Nada me assusta mais", disse o senador Magno Malta (PR-ES), presidente da CPI.

A CPI espera terminar a primeira triagem na próxima semana.

> Casos de pedofilia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil