Pai é suspeito de jogar menina do 4º andar de prédio no Espírito Santo (Gazeta Online)

VITÓRIA - O pai de uma menina de dez anos é suspeito de jogá-la do 4º andar de um prédio no bairro Itanguá, em Cariacica, na noite de quarta-feira. De acordo com o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes), o pai da criança foi agredido por populares após o incidente. Os vizinhos contaram que a criança disse que pulou do prédio com medo do pai, Charles do Amaral Andrade, de 32 anos. Depois do incidente, o pai teria mandado que ela voltasse para casa. Mas, de acordo com testemunhas, ela não conseguiu porque estava ferida.

A menina foi levada para o Hospital Infantil, em Vitória. Já o pai, depois de agredido, foi socorrido pela unidade de Pronto Atendimento de Itacibá. Em seguida foi conduzido a uma delegacia de Cariacica onde foi indiciado por tentativa de homicídio. Ele permanece detido.

A madrasta da criança, Ana Campos Santana, de 23 anos, também prestou depoimento à polícia e foi liberada em seguida. De acordo com informações obtidas junto à delegacia, o pai disse que não foi responsável pelo ocorrido. Já a madrasta também afirmou que a própria criança teria dito que pulou do prédio.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informou nesta quinta-feira que a criança não corre risco de morte e passa bem. Ela sofreu uma fratura no joelho. A menina pode ser submetida a uma cirurgia. A criança permanece em observação no Hospital Infantil.

De acordo com a ocorrência registrada na delegacia o pai da menina disse ainda que estava bêbado e não se lembra do que aconteceu. Os vizinhos confirmaram que ele costuma beber muito. Ele seria agressivo não só com a filha, mas também com as outras crianças do condomínio em que vive com a família.

Uma vizinha disse que antes de ir para casa Andrade estava em um bar. E ela estava no mesmo estabelecimento. A conversa, relata a vizinha, era sobre o caso da menina que supostamente foi jogada do sexto andar de um prédio em São Paulo. O pai e a madrasta da criança são suspeitos.

> Dossie do caso Isabella.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil