Colip propõe que reforma ortográfica aconteça em 2009, com ou sem Portugal

Do Uol

A nova reforma ortográfica entrará em vigor em janeiro de 2009, com ou sem a aprovação de Portugal. Essa é a intenção da Colip (Comissão da Língua Portuguesa), órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação) e representante brasileiro para discussões sobre o tema. A proposta foi encaminhada nesta quarta-feira (26) ao ministro da Educação, Fernando Haddad.

"O Brasil já mostrou interesse em marchar com Portugal nessa reforma e já esperou eles decidirem se vão acatar. Agora é hora de a gente começar a pensar internamente. Se Portugal não concordar, o Brasil segue em frente", disse ao UOL Educação o presidente da Colip, Godofredo de Oliveira Neto, depois da reunião da comissão realizada em Brasília.

A proposta da Colip é de que, a partir de janeiro de 2009, todos os documentos escritos passem a circular com a nova ortografia. A exceção é aplicada à área educacional: apenas os livros didáticos, que serão distribuídos pelo MEC no ano que vem, ainda poderão conter a gramática atual. A obrigatoriedade da ortografia atualizada nas obras escolares começará a valer a partir de 2012.

Enquanto o país vai se acostumando à mudança gramatical, os vestibulandos e candidatos a concursos públicos não precisam se preocupar: as duas ortografias serão aceitas na correção dos exames, segundo a proposta da Colip.

Norma em vigor

Para entrar em vigor, a proposta da Colip deve ser acatada ainda pelos ministros da Educação, de Relações Exteriores (Celso Amorim) e da Cultura (Gilberto Gil). Se aprovada, é encaminhada ao Palácio para ser sancionada pelo presidente Lula.

A unificação ortográfica dos países de língua portuguesa é discutida desde 1991. Entre escritores e gramáticos, não há consenso sobre a reforma.

O país validou o acordo em 2004. Em fevereiro de 2006, foi a vez de Cabo Verde e, em dezembro do mesmo ano, de São Tomé e Príncipe.

Oito países fazem parte do acordo: Brasil, Portugal, Timor Leste e cinco nações africanas (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe). Juntos, eles fazem do português a oitava língua mais falada do mundo -- segundo o professor Ataliba de Castilho, consultor do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, o idioma fica atrás do chinês, inglês, hindi, espanhol, russo, árabe e bengali.

Sem o apoio de Portugal, o Brasil encara um entrave para colocar a teoria em prática. A grafia usada por Portugal é mais difundida no mundo. No último dia 3 de março, a proposta foi aprovada pelo país luso. O protocolo ainda precisa ser ratificado pelo Legislativo português mediante proposta do governo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica