Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 4, 2009

Remédio ajuda a parar de fumar e beber ao mesmo tempo

da Agência USPAlcoolistas que fumam têm mais dificuldade para parar de beber. Pensando nesse grupo, pesquisadores da USP estudaram o topiramato, droga usada para tratar enxaqueca e epilepsia, e verificaram que ele ajuda alcoolistas a fumar e beber menos — mesmo que não desejem interromper o fumo durante o tratamento contra álcool. “Muitos dos dependentes não querem parar as duas drogas ao mesmo tempo”, diz o psiquiatra Danilo Baltieri, responsável pela pesquisa. “Muitos aumentam o consumo de cigarro como forma de lidar com a abstinência de álcool, uma droga que consideram mais grave. É muito difícil parar as duas ao mesmo tempo”.Baltieri comparou 155 homens alcoólatras, entre eles, 103 fumantes. Os dois grupos receberam ajuda para parar de beber e foram divididos em três subgrupos. Alguns receberam topiramato, outros uma droga chamada naltrexona e outros, placebo — uma pílula igual às outras, mas feita com amido, sem nenhum princípio ativo.Menos cigarrosOs homens que tomaram topiramat…

Brasileiro come poucas frutas e hortaliças

Menos de 40% das crianças e somente 18% dos adultos brasileiros comem cinco porções de frutas e verduras diariamente, medida recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os dados, levantados pelo Ministério da Saúde, indicam que o consumo destes alimentos no país é apenas um terço do recomendado pela OMS. A informação é preocupante, já que a maioria das vitaminas e dos minerais que ajudam a prevenir uma série de doença, em especial o câncer, estão nas frutas, nas verduras e nos legumes frescos. A notícia foi publicado pelo jornal O Globo.Outro dado alarmante é que apenas 25% das 14 mil crianças brasileiras que participaram da pesquisa comem frutas pelo menos cinco dias na semana. Por outro lado, quase metade consome diariamente bebidas com açúcar como os refrigerantes e os sucos prontos.A situação é ainda pior no caso de crianças entre cinco e dez anos, quando elas começam a decidir o que gostariam de comer. Nesta faixa etária, apenas 38,3% informaram consumir frutas diariamen…

Estudo testa enxerto para pênis com mucosa retirada de porco

Estudo avaliou tecido usado em cirurgia para doença de Peyronie, que leva à curvatura do órgão. Tela, retirada do intestino do porco, exige que seja realizado apenas um corte, diferentemente do enxerto de aorta.
por Flávia Mantovani, da Folha
Um estudo feito em oito centros brasileiros testou por três anos, com sucesso, um enxerto retirado da mucosa do intestino do porco para tratar doença de Peyronie -caracterizada pela formação de placas fibrosas no pênis, que levam a uma curvatura do órgão na ereção.

Calcula-se que o problema atinja cerca de 8% dos homens com mais de 50 anos, apesar de acometer também jovens. A curvatura varia, mas pode causar dificuldades na relação sexual e chegar a até 90 graus.

O problema pode desaparecer sozinho -o que ocorre em cerca de 15% dos casos, segundo o urologista Sidney Glina, coordenador do estudo. Também podem ser receitados remédios, mas eles nem sempre trazem um bom resultado. Quando há prejuízo à qualidade de vida do paciente, pode ser feita uma…