Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 22, 2009

'A Igreja corre o risco de converter-se numa seita', afirma teólogo suíço

“A Igreja corre o risco de converter-se numa seita. Muitos católicos não esperam mais nada desse papa. E isso é muito doloroso”. A afirmação é do teólogo alemão Hans Küng (foto). “Bento XVI tem uma posição ambígua sobre os textos do Concílio, porque ele não se sente cômodo com a modernidade e a reforma. Ora, o Vaticano II representou a integração do paradigma da reforma e da modernidade na Igreja católica. O Mons. Lefebvre nunca a aceitou, e seus amigos na Cúria também não. E nisso Bento XVI tem uma certa simpatia pelo Mons. Lefebvre”, acrescenta Küng.Segue a entrevista que Hans Küng concedeu a Nicolas Bourcier e Stéphanie Le Bars e que está publicada no jornal francês Le Monde, 25-02-2009. A tradução é do Cepat.Como você analisa a decisão de Bento XVI de suspender a excomunhão de quatro bispos da corrente integrista do Mons. Lefebvre, um dos quais, Richard Williamson, é um negacionista confesso?Eu não fiquei surpreso. Desde 1977, numa entrevista a um jornal italiano, Mons. Lefebvre i…

Palavras 'eu' e 'nós' eram usadas há 40 mil anos, diz estudo

Da BBC Brasil:Cientistas da Universidade de Reading, na Grã-Bretanha, acreditam que palavras como "I" e "we" ("eu" e "nós" em inglês, respectivamente) já eram usadas há cerca de 40 mil anos.Entre outros termos que estariam entre os mais antigos da língua inglesa também figuram "two" ("dois") e "three" ("três").Os pesquisadores usaram um supercomputador IBM para analisar a taxa de mudanças das palavras ao longo do tempo e dizem que podem, inclusive, prever termos que têm chances de serem extintos.Segundo eles, fazem parte deste grupo palavras com múltiplos significados e usos, como "squeeze" ("espremer" ou "aperto"), "guts" ("tripas" ou "coragem") e "bad" ("mal", "mau" ou "ruim", entre outras traduções).Os cientistas descobriram que na raiz da pesquisa está um léxico de 200 palavras que representam conceitos …

Cresce no Brasil a incidência de câncer no intestino

Agência BrasilO Instituto Nacional do Câncer (Inca), ligado ao Ministério da Saúde, estima o surgimento de 12.490 casos de câncer de intestino (colorretal) em homens, no Brasil, em 2008, e de 14.500 em mulheres.Os números correspondem a um risco de 13 casos novos a cada 100 mil homens e de 15 casos a cada 100 mil mulheres. Por estado, São Paulo lidera a estatística de casos novos em 2008, com 9.890. Seguem-se o Rio de Janeiro (3.890) e o Rio Grande do Sul (3.060).O presidente da Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn (ABCD) e primeiro-secretário da Abrapreci, Flávio Steinwurz, explicou que a maioria dos médicos já está consciente da importância da prevenção e solicita de seus pacientes exame de sangue oculto nas fezes e colonoscopia para tentar prevenir a doença. “Agora, nós queremos também que a população possa se integrar e saber como é feita essa prevenção". O câncer de intestino tem aumentado nos últimos anos. “É causa de milhares de mortes anualmente no…

42 milhões de pessoas no mundo têm deficiência auditiva de moderada a profunda

"O uso descontrolado de fones de ouvido reduz o convívio social da criança em uma fase crucial para a construção da autoestima", afirma Manoel de Nóbrega, médico especialista em otorrinolaringologia, mestre e doutor pela Universidade Federal de São Paulo, é professor afiliado do Departamento de Otorrinolaringologia da Unifesp. É responsável pelo Ambulatório de Deficiência Auditiva da Disciplina de Otorrinolaringologia Pediátrica da Unifesp/EPM,em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, 24-02-2009.Eis o artigo. A Organização Mundial da Saúde estima que 42 milhões de pessoas acima de três anos de idade são portadoras de algum tipo de deficiência auditiva, de moderada a profunda. Ainda segundo números da OMS (1994) e do Censo 2000 realizado pelo IBGE(Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a deficiência auditiva no Brasil ocupa o terceiro lugar entre todas as deficiências do país, representando 16,7% do total da população que tem algum tipo de deficiênc…

Mortes por câncer vão dobrar em 40 anos, diz estudo

Da BBC BrasilO número de mortes por câncer deve dobrar nos próximos 40 anos, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Fundo Mundial de Pesquisas sobre Câncer (WCRF, na sigla em inglês) que vai ser divulgada na próxima semana, de acordo com uma reportagem do jornal The Observer deste domingo.Atualmente, 7 milhões de pessoas morrem todo o ano por causa da doença, e este número deve saltar para mais de 10 milhões até 2020. Nos próximos 40 anos, o total deve dobrar.Segundo o coordenador do relatório do WCRF, Michael Marmot, um dos principais fatores por trás do aumento alarmante na incidência da doença é a obesidade."Estamos preocupados com o país (Grã-Bretanha), mas também com Egito, México, Brasil e países do Oriente Médio", disse Marmot, da University College London, ao Observer.O especialista compara a urgência na necessidade de combater o câncer à urgência do combate ao aquecimento global. Para ele, "uma grande proporção dessas mortes pode ser evitada ou atrasada"…