Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 18, 2009

Gravata surgiu como pano para estancar sangue e limpar a boca de soldado

do G1O homem enrola e amarra pedaços de pano ao redor do pescoço há centenas de anos, mas a gravata, na forma fina e comprida com que a conhecemos hoje, só foi popularizada no século XX.Usada de diversas formas, tamanhos e cores, ela sempre simbolizou o poder masculino e representa, ainda hoje, respeito e formalidade.Segundo Miti Shitara, professora de história da moda da faculdade Santa Marcelina, há registros de uso de lenços no pescoço por soldados chineses, no século III A.C. e também entre o Exército da Roma Antiga, como sudário. "O lenço protegia não só do calor, mas também servia para estancar sangue e limpar a boca, por exemplo."No Ocidente, a história mais conhecida sobre a origem da gravata data de 1618, quando um regimento croata passou por Paris durante a Guerra dos Trinta Anos usando um lenço no pescoço. Segundo Shitara, o adereço, usado com renda e depois chamado de 'cravate' (derivado da palavra 'croata'), virou moda na França, e passou a ser u…

Brasil cria 1ª linhagem de célula-tronco embrionária sem o uso de embriões

Cientistas cariocas produziram pela primeira vez no Brasil uma linhagem de células-tronco de pluripotência induzida. Conhecidas pela sigla iPS - induced pluripotent stem cells, em inglês -, elas são idênticas às cobiçadas cédulas-tronco embrionárias, com a vantagem de que não necessitam de embriões para sua obtenção. Em vez disso, a pluripotência (capacidade para se transformar em qualquer tecido do organismo) é induzida "artificialmente" em uma célula adulta, por meio da reprogramação de seu DNA.A reportagem é de Herton Escobar e publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 24-01-2009.A técnica, segundo o que os pesquisadores revelaram, não reduz a importância do estudo das células embrionárias "autênticas", mas diminui a necessidade de destruir embriões para a produção de novas linhagens pluripotentes. Além de facilitar imensamente a produção de células-tronco oriundas dos próprios pacientes, já que não há limite no número de células adultas que podem ser reprogra…

Físico teletransporta um átomo

Tecnologia ainda não pode transmitir gente, mas servirá para criar supercomputador, diz cientista. Grupo fez com matéria o que já tinha feito com luz; experimento se baseou em efeito da física quântica ridicularizado por Einstein
por Rafael Garcia, da Folha de S.PauloUm grupo de pesquisadores dos EUA anunciou ontem o sucesso de um experimento com teletransporte que, pela primeira fez, conseguiu transmitir matéria entre dois locais.
A técnica já tinha tido sucesso com o teletransporte de luz, mas um estudo na edição de hoje da revista "Science", assinado por físicos da Universidade de Maryland, descreve o teletransporte de um átomo (na verdade um íon, átomo eletricamente carregado) do metal itérbio pelo espaço de um metro: uma distância enorme, em termos quânticos.Para decepção dos fãs de ficção científica, porém, não é ainda um dispositivo como o da espaçonave da série de TV "Jornada nas Estrelas" que fazia a tripulação se desmaterializar em um lugar e se material…

Câncer de próstata: nem sempre temível?

Fernando Cotait Malu, para a Folha de S.PauloO câncer de próstata é hoje o mais comum dos tumores que acometem o homem. No passado, seu diagnóstico era, com frequência, feito em fases mais avançadas, já que não havia ainda a cultura da prevenção e do diagnóstico precoce, baseada em exames de toque retal e PSA, um marcador tumoral bastante fidedigno, preconizados em caráter anual a partir dos 50 anos de idade. Como consequência, a mortalidade por câncer de próstata caiu em 31% nos últimos 13 anos.As duas formas de tratamento mais utilizadas com o objetivo de cura são a cirurgia (chamada de prostatectomia radical) e a radioterapia, que, apesar de eficazes, podem apresentar complicações indesejáveis. Assim, 25% a 70% dos pacientes operados evoluem com algum grau de perda involuntária da urina e diminuição da potência sexual, e a radioterapia causa em 4% dos pacientes a incontinência urinária, em 31%, a limitação da potência sexual, e em 15%, sintomas irritativos do reto e da bexiga.Exist…

Maior parte dos infartados possui colesterol normal

Pesquisa avaliou dados de 136.905 pacientes internados em 541 hospitais dos Estados Unidos entre 2000 e 2006. Resultados voltam a colocar em discussão a intenção dos cardiologistas de reduzir o nível considerado aceitável do colesterol ruim (LDL)
por Fernanda Bassette, da Folha de S.Paulo

Um novo estudo realizado nos EUA aponta que quase 75% dos pacientes que foram hospitalizados depois de sofrer um infarto estavam com os níveis do LDL (colesterol ruim) considerados normais -abaixo de 100 mg/dl-, o que está de acordo com as diretrizes atuais.

O estudo foi realizado na Universidade da Califórnia e publicado na edição de janeiro do "American Heart Journal". Os pesquisadores analisaram 136.905 pacientes que foram hospitalizados entre 2000 e 2006 em 541 hospitais do país.

Já existem alguns estudos brasileiros que seguem a mesma linha e apontam que em cerca de 50% dos casos de infarto o colesterol dos pacientes está normal. Por isso, os resultados americanos voltam a colocar …

Íntegra em português do discurso de posse de Barack Obama na presidência dos Estados Unidos

Barack Obama tomou posse no dia 20 de janeiro de 2009, uma terça-feira, como o  44º presidente dos Estados Unidos com um discurso em que prometeu enfrentar os muitos desafios diante do país. "Nesse dia, nos reunimos porque escolhemos a esperança em vez do medo, a unidade de propósito em vez do conflito e da discórdia", afirmou.Segue a íntegra discurso:"Meus caros cidadãos:Eu me coloco aqui hoje humildemente diante da tarefa à nossa frente, grato pela confiança com que vocês me honraram, ciente dos sacrifícios realizados pelos nossos ancestrais. Eu agradeço ao presidente Bush pelo seu serviço à nossa nação, bem como pela generosidade e cooperação que ele mostrou ao longo da transição.Quarenta e quatro americanos agora já fizeram o juramento presidencial. As palavras foram ditas durante crescentes marés de prosperidade e as águas calmas da paz. Mas, de tempos em tempos, o juramento é realizado entre nuvens que se formam e tempestades violentas. Nesses momentos, a América …

Cientistas descobrem receptores de nicotina na boca

Até agora, os cientistas pensavam que a nicotina tinha que migrar ao cérebro para conseguir seus efeitos
da Efe


MADRI - Não é apenas o cérebro que tem receptores de nicotina, a substância contida no cigarro e que cria dependência, já que as papilas gustativas também possuem moléculas nicotínicas, afirma um estudo publicado nesta segunda-feira, 19, na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Até agora, os cientistas pensavam que a nicotina tinha que migrar ao cérebro, antes de passar pelos pulmões e pela corrente sanguínea, para conseguir seus efeitos.

No entanto, uma equipe da Universidade do Porto, Portugal, do Instituto Internacional de Neurociência Edmon e Lily Safra de Natal (RN), da Virgínia Commonwealth University e da Duke University, dos Estados Unidos, descobriu que há uma segunda forma de reconhecimento da nicotina que provavelmente ajuda à dependência.

Esses receptores são encontrados na boca, e são responsáveis da ativação do córtex gustativo na ínsula, u…

Pessoas calmas têm menos risco de demência, diz estudo

Da BBC  Brasil

Pessoas mais relaxadas e sem propensão a se estressar podem ter menor probabilidade de desenvolver demência, de acordo com estudo divulgado na revista Neurology, da Academia Americana de Neurologia.

A pesquisa envolveu 506 idosos que não sofriam de demência ao serem examinados inicialmente. O grupo recebeu questionários para apurar detalhes sobre sua personalidade e estilo de vida.

O estudo concluiu que pessoas mais calmas e relaxadas têm 50% menor risco de desenvolver demência em comparação às pessoas com tendência a se estressar.

Os participantes foram acompanhados por seis anos e, durante esse período, 144 deles desenvolveram demência.

Nos questionários entregues às pessoas que participaram da pesquisa, as questões relativas à personalidade identificaram pessoas com diferentes graus de estresse. Também foi avaliado o nível de extroversão no diálogo com outras pessoas.

Através de análises das respostas, os cientistas constataram que as pessoas que não se estressavam co…

Nasa cria aparelho que vê pré-catarata

por Fernanda Bassette, da Folha de S.Paulo Pesquisadores da Nasa e do Instituto Nacional de Olhos dos Estados Unidos desenvolveram um aparelho capaz de diagnosticar casos de pré-catarata, antes que o problema se desenvolva. A catarata é a primeira causa de cegueira no mundo e atualmente não existem exames clínicos que façam o diagnóstico precocemente.Trata-se de um equipamento não-invasivo que avalia com laser a concentração da proteína alfacristalina no tecido do cristalino (lente dos olhos que fica opaca com a catarata). Essa proteína está diminuída em pacientes com catarata.O cristalino fica entre a córnea e a retina e é composto por várias proteínas. Os pesquisadores desenvolveram uma fonte luminosa capaz de quantificar o brilho de cada uma. Para isso, avaliaram os olhos de 380 pacientes entre 7 e 86 anos e constataram que, quanto mais opaca a visão, menor a quantidade da proteína alfacristalina."Cada proteína tem um brilho diferente. Eles [pesquisadores] conseguiram medir a …

Mente feminina é mais propensa a pensar em comida

Ricardo Bonalume Netto, da Folha de S.PauloO cérebro do homem tem mais "força de vontade" que o da mulher para controlar o  desejo de comida, indica estudo com voluntários que ficaram 17 horas em jejum e depois foram estimulados com imagens de seus alimentos preferidos.O experimento, realizado nos EUA, tem seu resultado publicado na edição de hoje da revista "PNAS". Para o estudo, os cientistas pediam aos participantes do teste que tentassem inibir a fome, ignorando o estímulo visual e pensando em outras coisas. Tanto homens como mulheres conseguiam diminuir a fome. O cérebro masculino, porém, revelou uma atividade menor nas áreas envolvidas com regulação de emoções. O cérebro feminino, aparentemente, continuava "ligadão" no desejo de alimento."Nosso estudo era sobre comparar a diferença de gênero na capacidade de inibição do desejo de comida durante estimulação. É sobre controle cognitivo", disse à Folha o principal autor, Gene-Jack Wang, do La…