Postagens

Mostrando postagens de Setembro 28, 2008

Brasil desenvolve soro antiveneno de abelha

Imagem
por IGOR ZOLNERKEVIC, colaborador da Folha

Mais do que causar inchaço e muita dor, uma ferroada de abelha pode matar.
Pesquisadores brasileiros esperam desde agosto para testar em humanos o primeiro soro no mundo capaz de neutralizar veneno de abelha. Só precisam agora que as vítimas se apresentem no Hospital Vital Brazil e no Hospital das Clínicas, ambos em São Paulo. O projeto de produção do soro envolve mais de dez pesquisadores da Unesp, da USP, do Incor e Instituto Butantan e já custou R$ 2 milhões."Acreditamos que o soro sirva para a maioria das abelhas melíferas do mundo", disse o bioquímico Mário Palma, da Unesp, coordenador do projeto. Palma explicou que uma única espécie de abelha, a Apis mellifera, predomina em três quartos do planeta. Portanto, se o antídoto passar nos testes, terá exportação garantida.O projeto começou em 2005, depois que um estudo do Ministério da Saúde mostrou que acontecem 10 mil acidentes com abelhas por ano no Brasil.Várias tentativas de …

A literatura que bebe da fonte bíblica

“Sua riqueza metafórica e imagística e sua capacidade narrativa foram alcançadas bem poucas vezes na tradição literária universal”, diz o escritor Marcelo Backes, vendo a Bíblia como uma das grandes obras literárias do mundo. Backes acaba de ministrar uma palestra sobre a relação da Bíblia com literatura na Casa do Saber, em São Paulo. AIHU On-Line conversou com ele sobre essa ligação e também sobre o uso e interpretação que outras obras e importantes escritores fazem da Bíblia. Assim, ele fala do pensamento, por exemplo, de José Saramago, que se considera ateu e comunista, mas, em um de seus principais livros, trata da vida de Jesus. “A problematização do maior ‘herói’ da cristandade é uma das grandes virtudes do romance de Saramago. Herói que, aliás, já na Bíblia se apresenta humano”, relata Backes. A entrevista foi realizada por e-mail.Marcelo Backes é escritor, tradutor, professor e crítico literário. Doutor em Germanística e Romanística, pela Universidade de Friburgo, é autor de

Aids surgiu há um século, diz estudo

Imagem
RICARDO BONALUME NETO, da Folha O vírus da Aids começou a se espalhar entre seres humanos há bem mais tempo do que se imaginava até agora: em torno de um século atrás ele deixou as florestas da África central e começou a circular nas cidades que os colonizadores europeus construíam na região. A nova estimativa foi possível graças à descoberta de exemplares do vírus preservados em uma amostra de 1960 de tecido humano preservada em um hospital de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo. É a segunda amostra mais antiga do vírus -a outra, datada de 1959 e da mesma cidade, foi descrita em 1995.
A comparação das seqüências do material genético das duas permitiu calcular que um ancestral comum dos dois vírus já existia em torno de 1900. As seqüências de DNA das amostras antigas, batizadas ZR59 e DRC60, diferem em 12%, o que indicaria um ancestral comum das duas meio século antes. O HIV evolui 1 milhão de vezes mais rápido que um animal, o que o torna um alvo difícil para a me…

Brasileiros obtêm células-tronco de embrião humano

Imagem
Uma década depois de a primeira linhagem de células-tronco embrionárias humanas ter sido isolada nos EUA, o Brasil conseguiu reproduzir a técnica. A realização nacional foi confirmada há uma semana e meia no laboratório de Lygia da Veiga Pereira, do Instituto de Biociências da USP (Universidade de São Paulo). O trabalho será apresentado pela primeira vez amanhã em um congresso científico em Curitiba.A reportagem é de Rafael Garcia e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 01-10-2008.O domínio da técnica é importante porque essas células são hoje fundamentais para a pesquisa biomédica. São ferramentas científicas extremamente versáteis e, ao mesmo tempo, são o material promissor para terapias contra doenças degenerativas como mal de Parkinson e diabetes, possibilidade de prazo ainda incerto. Entre a obtenção de embriões doados e o estabelecimento das linhagens de células-tronco, Pereira trabalhou quase dois anos, em parceria com o laboratório de Stevens Rehen, da UFRJ (Universidade Fe…