Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 13, 2008

Apesar do crescimento econômico, aumenta número de pobres no mundo

GENEBRA (Reuters) - Os índices recordes de crescimento econômico registrados nos países mais pobres do mundo não conseguiram evitar o aumento do número total de miseráveis, afirmou na quinta-feira a Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad).A disparada do preço dos alimentos ameaça minar os avanços modestos eventualmente realizados, e três quartos dos moradores dos países menos desenvolvidos (LDCs) continuam sobrevivendo com menos de 2 dólares por dia, afirmou o órgão em um relatório.Uma renda de menos de 2 dólares por dia não permite que uma pessoa satisfaça suas necessidades básicas de comida, água, moradia, saúde e educação, afirmou o Relatório 2008 sobre os Países Menos Desenvolvidos.Os 49 LDCs registraram crescimentos recordes de 7,9 por cento em 2005, de 7,5 por cento em 2006 e de, segundo estimativas, 6,7 por cento em 2007, disse o documento.Mas as altas taxas de expansão da economia, resultado em muitos casos da alta dos preços de combustíveis…

Há fortes indícios de que Jango foi assassinado com conhecimento de Geisel

Comissão especial da Assembléia Legislativa gaúcha divulga relatório afirmando que "são fortes os indícios de que Jango foi assassinado de forma premeditada, com o conhecimento do governo Geisel". Documento sugere uma série de providências, entre elas, investigar o papel do então integrante do DOPS, Romeu Tuma, hoje senador da República, na investigação dos passos de Jango no exterior. Caravana da Anistia atualiza temas ainda não resolvidos do período da ditadura. A reportagem é de Marco Aurélio Weissheimer e publicada pela Agência Carta Maior, 17-07-2008. A ditadura militar ainda representa um capítulo aberto na história do Brasil, um capítulo repleto de lacunas, esquecimentos e crimes sem solução. Esta semana, dois acontecimentos no Rio Grande do Sul resgatam um pedaço dessa história inconclusa. Na Assembléia Legislativa, a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos aprovou, quarta-feira (16), o relatório final da subcomissão de investigação sobre as circunstâncias da morte …

Cardozo, do PT, agiu por interesse de Dantas (Folha)

Por ANDRÉA MICHAEL e LEONARDO SOUZA (DA SUCURSAL DE BRASÍLIA)Troca de correspondências entre executivos da Brasil Telecom na gestão do Opportunity mostra que o deputado federal José Eduardo Cardozo (SP) [na foto],  hoje secretário-geral do PT, usou prerrogativas de seu mandato para defender interesses do banqueiro Daniel Dantas.
Com o auxílio de executivos da companhia telefônica, Cardozo, na condição de deputado, solicitou ao Ministério Público Federal, em julho de 2003, que movesse ações contra a troca de controle da CRT (Companhia Riograndense de Telecomunicações).A representação do deputado partiu da mesma tese que Dantas passou defender publicamente em 2003, de que a BrT (Brasil Telecom) pagou um preço excessivo pela CRT (US$ 800 milhões), comprada da espanhola Telefónica em 2000, devido a pressões políticas no governo de Fernando Henrique Cardoso. Como a Telefónica havia entrado no mercado paulista nas privatizações de 1998, a lei do setor de telefonia não permitia que a empresa…

Há algo de novo, e não é Daniel Dantas (Folha)

Há uma troca de guarda, de métodos e de objetivos no capitalismo brasileiro. Certamente não será uma troca abrupta, mas se a novidade ainda não apareceu direito, o velho está aí, escancarado, à vista de todos", analisa Elio Gaspari, jornalista, em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, 16-07-2008. Segundo o jornalista, "faz tempo que a garotada que entra no mercado de trabalho procura evitar atividades que dependam da palavra de burocratas. Numa mesma semana, Daniel Dantas e a turma da AmBev ensinaram que um dos caminhos inclui o risco da cadeia. O outro oferece o sucesso".Eis o artigo.Talvez seja mais que uma coincidência: enquanto o povo de Pindorama acompanha enraivecido o ocaso do banqueiro Daniel Dantas, os empresários brasileiros que dirigem a InBev compraram a cervejeira americana Anheuser-Busch. Um negócio de US$ 52 bilhões que faz da empresa belgo-brasileira a maior companhia do setor, com 25% do mercado mundial.A coincidência pode ser um sinal de que há…

"Com a polícia que temos a sociedade não está segura"

Secretário municipal de segurança de Nova Iguaçu (RJ) e uma das maiores autoridades brasileiras em segurança pública, Luiz Eduardo Soares (foto) fala, na entrevista que segue, concedida por telefone para a IHU On-Line, sobre o problema da violência brasileira e sobre as deficiências na área da segurança pública. Na opinião dele, “a estrutura institucional da segurança pública no Brasil é muito ruim, irracional, esquizofrênica, profundamente comprometida com práticas que deveriam ser banidas na democracia. Então, para que haja algum avanço significativo, que possa universalizar o Brasil nesse sentido, é preciso refundar as políticas e as estruturas organizacionais das políticas que existem hoje. E isso exige vontade política, capacidade de articulação e, sobretudo, mobilização da sociedade civil”. Entre janeiro e outubro de 2003, Luiz Eduardo Soares foi secretário nacional de Segurança Pública. Foi também subsecretário de Segurança Pública e coordenador de Segurança, Justiça e Cidada…

Perder emprego 'é mais traumático do que viuvez' (BBC)

Perder o emprego é mais traumático do que ficar viúvo ou divorciado, segundo um estudo divulgado na Alemanha. O estudo que, durante 20 anos, analisou o nível de satisfação de centenas de alemães, concluiu que acontecimentos importantes na vida de uma pessoa, como ter filhos ou casar-se podem trazer um grau maior de felicidade, mas apenas temporariamente, de acordo com pesquisa realizada na Alemanha. O nível básico de felicidade de uma pessoa comum essencialmente permanece o mesmo durante toda a vida adulta, concluíram os pesquisadores em artigo na publicação especializada Economic Journal. Mesmo depois de acontecimentos traumáticos e que causam grande infelicidade, as pessoas se recuperam. Economistas da Grã-Bretanha, Estados Unidos e França, examinaram um processo psicológico chamado "adaptação" - a forma como os seres humanos ajustam seu humor a novas circunstâncias - boas ou más. DesempregoVoluntários alemães com idades entre 18 e 60 responderam a questionários no começo …

Caso Gilmar Mendes: o impeachment como remédio (JB)

Artigo de Mauro SantayanaA evocação é inevitável. Quando o nome do advogado-geral da União, Gilmar Mendes, foi encaminhado ao Senado, para ocupar uma das cadeiras do STF, muitos manifestaram estranheza. O libelo mais forte coube ao professor Dalmo Dallari. Em artigo publicado antes da votação, o mestre paulista advertiu que, aprovado o nome do advogado-geral da União, estariam "correndo sério risco a proteção aos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional". Dallari lembrou que Gilmar, derrotado no Judiciário, "recomendou aos órgãos do Poder Executivo que não cumprissem as decisões judiciais". Outro caso, lembrado por Dallari, foi o de que a Advocacia-Geral da União, cujo titular era Gilmar, havia pago R$ 32.400 ao Instituto Brasiliense de Direito Público, do qual o atual presidente do STF era um dos proprietários, a fim de que seus subordinados ali fizessem cursos.Advogados, como o ex-presidente da OAB Reginaldo de Castro, e al…

Da fome à obesidade

por Jorge Marirrodriga, do El País, em 11 de julho de 2008

Nos países pobres já não se morre mais só de fome, mas também por comer demais. Num mundo em que a cada dois minutos morre uma criança por falta de alimento, a obesidade evitável está se convertendo numa pandemia.
Diversos organismos internacionais chamaram a atenção para o fato de que já não se trata apenas de um problema sanitário dos países ricos. Também nos chamados emergentes o número de obesos aumenta de maneira desenfreada. Enquanto cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem graves problemas de saúde associados ao excessivo sobrepeso, a outros 815 milhões acontece o mesmo, mas por falta de alimentos. E o pior é que muitas vezes os dois grupos convivem dentro das mesmas fronteiras. O fenômeno começa a ser conhecido como “a obesidade da escassez”.

Não é preciso se enganar nem estigmatizar. Obesos sempre haverá porque se trata de uma característica genética. Uma situação que para além das considerações estética…

A Filosofia mudou depois de Auschwitz

Questionado se a Filosofia mudou após Auschwitz, o filósofo Ricardo Timm foi enfático: “Definitivamente, se quiser merecer continuar sendo chamada de Filosofia”. E justifica: “A Filosofia é obrigada, pelo horror e pelo imperativo de sua evitação, a se encontrar com seus fundamentos éticos de sentido. O problema não é mais questionar pelo Ser, mas questionar pelo sentido que o Ser deve assumir na construção de um mundo em que Auschwitz não tenha lugar”. As declarações fazem parte da entrevista a seguir, concedida na última semana, por e-mail, à IHU On-Line. Em seu ponto de vista, é difícil imaginar que algum filósofo tenha vivenciado o horror nazista e ficado indiferente. Se ficou indiferente, provoca Timm, “duvido muito que permaneça merecendo essa designação de “filósofo”. Os pensadores se viram na obrigação de “sobreviver” a esse trauma radical. Dessa forma, Timm destaca Adorno pela elaboração de um “modelo de pensamento que propõe alternativas sólidas à violência que Auschwitz e t…

Crônica de uma liberdade anunciada (Folha)

Artigo de Frei Betto (*)NÃO HOUVE surpresa. O corruptor pau-mandado disse com todas as letras, gravadas pela Polícia Federal, que o chefe se preocupava "apenas com o processo em primeira instância, uma vez que no STJ e no STF ele resolve tudo".
Sabia o que dizia. Dito e feito, em dose dupla. O chefe entrou na lista daqueles que, para certos ministros do STF, pairam acima da lei e reforçam a nociva cultura de que, como cantava Noel Rosa, "para quem é pobre a lei é dura", mas para quem é rico a impunidade fa(r)tura.
Vale a piada do político corrupto que surpreendeu o filho surrupiando-lhe a carteira e deu-lhe umas palmadas. "Mas você também rouba!", reagiu o menino. "Não te castigo por roubar, mas por se deixar apanhar em flagrante", retrucou o pai. Agora, nem o flagrante merece punição. Vide as imagens gravadas pela PF em que aparece a dinheirama destinada a corromper um delegado daquele órgão. O ciclo vicioso se confirma: a Polícia prende, …

Cresce o número de infartos entre jovens (Folha)

Por Cláudia Collucci - Estressados, fumantes, sedentários e comendo mal, jovens na faixa etária entre 20 e 40 anos estão sofrendo mais infartos do miocárdio. Nos principais hospitais cardiológicos de São Paulo, eles representam, em média, 12% dos casos. Há dez anos, não passavam de 6%. Nos EUA, o índice médio de infartos em jovens é de 4%.
Não há no país uma estatística consolidada sobre esses casos, mas eles já fazem parte da rotina dos maiores serviços de emergência da capital paulista.
"Antigamente, a gente fazia festa quando chegava um infartado com menos de 40, era uma curiosidade entre os médicos. Hoje, ninguém mais estranha, virou algo comum", diz o cardiologista Marcelo Ferraz Sampaio, responsável pela sessão de biologia molecular do Instituto Dante Pazzanese.
A cada dez dias, Sampaio atende a pelo menos um paciente que infartou antes dos 40 anos. "Há dez anos, era um por mês", lembra. O médico fez a primeira pesquisa científica do país sobre infar…