Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 2, 2008

Universal não gosta de ser chamada de império por juiz (Consultor Jurídico)

por Fernando Porfírio

A Igreja Universal do Reino de Deus resolveu se levantar contra o Judiciário. Em apelação encaminhada ao Tribunal de Justiça de São Paulo, a igreja do bispo Edir Macedo reclamou de comentário feito pelo juiz Guilherme da Costa Manso Vasconcellos, da 2ª Vara Cível do Guarujá, no litoral paulista. Ele condenou a igreja a indenizar em R$ 30 mil um motorista que se disse vítima de espancamento no interior de um dos templos da Igreja, durante a chamada sessão de descarrego.

Na sentença, o juiz mencionou a Igreja como “império” econômico. “A ré, Igreja Universal do Reino de Deus, é um verdadeiro “império” de grande poderio econômico, utilizando-se da fé das pessoas, principalmente das mais humildes, para crescer assustadoramente e enriquecer seus “colaboradores e pastores”, que passam a galgar pretensões políticas e cargos eletivos no Legislativo”, afirmou o juiz.

A manifestação deixou a defesa da IURD indignada. A advogada alegou parcialidade do juiz e disse que o coment…

Ações judiciais são "só o começo", diz Paulinho (Folha)

ANDREZA MATAIS
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O presidente da Força Sindical e deputado federal, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, disse ontem que vai se reunir na segunda-feira com advogados para discutir as ações que serão movidas por ele e filiados à central contra a Folha e o jornal "O Globo".

Anteontem, Paulinho disse que processará a Folha e "O Globo" em 20 Estados devido à série de reportagens que os veículos publicaram sobre repasse de verba do Ministério do Trabalho para a central. A intenção é análoga à estratégia dos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, que entraram com várias ações semelhantes.

Segundo ele, se o número de ações não for suficiente para que os jornais parem com as reportagens, os sindicalistas irão ingressar com ações, de 1.000 a 2.000, em todo o país. "Na segunda-feira, vai ter reunião com os advogados. A partir de então, vou ingressar [na Justiça] e as estaduais da Força vão ingressar em cada um dos Estados", disse à Fo…

Judiciário critica ameaça de central a jornais (Folha)

Ministros do STF e magistrados comentam intenção do presidente da Força Sindical de processar, com várias ações, Folha e "O Globo"

Para Ayres Britto, ações com o mesmo teor em várias comarcas pode ser tentativa de aparelhar Justiça "para servir a propósitos menores"

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA
DA REPORTAGEM LOCAL

A intenção anunciada pelo presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), de processar a Folha e "O Globo" em vários municípios do país contra reportagens sobre recursos que a central recebeu do Ministério do Trabalho, provocou reações de membros do Judiciário e do Legislativo.

A estratégia da Força é semelhante à adotada por fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, que ingressaram em diversas cidades com ações contra a Folha.

Apesar de evitarem declarações explícitas sobre as ameaças, ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) demostraram preocupação com o uso indiscriminado de processos que possam eventualmente representar &qu…

Presidente da Força Sindical diz que vai processar jornais

Paulinho ameaça mover de 1.000 a 2.000 ações no país em resposta a reportagens sobre os repasses de verbas federais

Deputado afirma que Força não possui convênios com a pasta do Trabalho e que seu objetivo é "dar um trabalho desgraçado" à imprensa

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O presidente da Força Sindical, deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, disse que irá processar a Folha e "O Globo" em 20 Estados do país por causa da série de reportagens que os dois veículos publicaram sobre o repasse de verbas do Ministério do Trabalho para entidades ligadas à central, repetindo estratégia utilizada pela Igreja Universal do Reino de Deus.

Segundo ele, se o número de ações não for suficiente para que os jornais interrompam as reportagens sobre o repasse de dinheiro do Ministério do Trabalho, comandado por Carlos Lupi (PDT), para as entidades ligadas à Força, os sindicalistas irão ingressar de 1.000 a 2.000 ações em todo o país: "A Igreja Universal vai ser f…

Reyes, o 2º das Farc, não saía da frente do computador

> Fonte: Revista Fórum.

por Anselmo Massad, 4 de Março de 2008

O jornalista Jacques Gomes Filho, autor da última entrevista com Raúl Reyes, conta bastidores da entrevista. Segundo ele, o número dois das Farc não saía da frente do polêmico comutador portátil, que pode conter dados relevantes sobre a relação com governos e associações.

Correspondente do SBT em Buenos Aires, Gomes Filho revela que passou quatro meses negociando a entrevista. Conta que o comandante mostrou grande preocupação com a imagem das Farc. “Ele me permitia filmá-lo ali trabalhando – e parecia até gostar de passar essa imagem ‘atualizada’”, conta.

O mesmo tipo de preocupação surgiu na restrição à filmagem dos guerrilheiros antes da chegada dos uniformes e da montagem do cenário por uma das encarregadas pela comunicação.

Leia a íntegra.


Fórum – Como você recebeu a notícia da morte de Raúl Reyes junto de outros 16 guerrilheiros?

Jacques Gomes Filho – A primeira reação foi relativizar toda a falsa sensação de segurança qu…

'Folha Universal' é vendida em lotes de cem (Globo Online)

SÃO PAULO - Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, pediu nos últimos dias, em cultos acompanhados pelo GLOBO, que fiéis comprassem lotes de cem exemplares do semanário "Folha Universal", para ajudar na evangelização da Universal. Em alguns casos, os fiéis compram os lotes mas não chegam a levar os jornais para casa, segundo matéria publicada nesta segunda-feira pelo jornal O Globo. Nos cultos, Macedo disse que os exemplares serão usados em ações de evangelização e distribuídos gratuitamente em presídios e outros lugares. Com tiragem de 2,3 milhões de exemplares por semana, segundo o Instituto Verificador de Circulação (IVC), a "Folha Universal" é hoje o jornal de maior circulação da América Latina. Cada exemplar custa R$ 1. - Se você quiser adquirir mais de um exemplar para ser trabalhado em evangelização, você adquire o jornal e coloca aqui em cima. Se você pensa que não tem condições de evangelizar, você sabe que muitos desses jornais são lev…

Em torno do limite intransponível

por Demétrio Magnoli*

O sigilo bancário garante a democracia e evita que o País se transforme em uma terra de Francenildos

O ex-ministro Antonio Palocci, seu ex-assessor de imprensa, Marcelo Netto, e o ex-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Mattoso, foram denunciados pelo procurador-geral da República como autores do crime de quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, que testemunhou sobre a presença do ministro na casa do Lago Sul onde operavam lobistas de Ribeirão Preto. A elucidação do episódio e a punição dos criminosos são parâmetros cruciais para se avaliar a saúde da democracia brasileira.

Todo o caso exala um odor fétido. Palocci tinha interesse em desacreditar a testemunha e foi alertado, pela jornalista Helena Chagas, mais tarde nomeada diretora de jornalismo da TV Brasil, sobre rumores de uma incomum movimentação na conta bancária de Francenildo. Nos meios governistas, circulou a tese de que o caseiro testemunhava mediante pagamento da oposição. Mat…