Índia quer incentivar pobres a comerem ratos

Armarnath Tewary
Da BBC News em Patna

Uma autoridade indiana quer incentivar os pobres do Estado de Bihar a comer carne de rato como forma de combater a crise dos alimentos na região.
O secretário do Departamento Estadual do Bem-Estar Social, Vijay Prakash, disse que a proposta é fundamentada em "muita pesquisa e trabalho de campo".

"Há duas vantagens nesta proposta. Primeiro, podemos salvar pelo menos metade dos nossos estoques de grãos e, em segundo, podemos melhorar as condições econômicas da comunidade de Musahar", disse ele à BBC.
A comunidade de Musahar é considerada a casta mais pobre do Estado e, segundo o secretário, já tem por tradição cozinhar pratos à base de carne de rato.


De acordo com Prakash, cerca de 50% do total da produção de grãos é devastada pelos roedores.

Nutrientes

Ele argumenta que ao estimular o consumo de ratos uma quantidade maior de grãos será preservada o que possibilitará um melhor combate da fome entre os moradores da comunidade.

O secretário afirmou que a carne do roedor, além de muito delicada, é rica em proteínas e muito popular "na Tailândia e na França".

"Ratos quase não têm ossos e são ricos em nutrientes", disse ele.
O secretário disse ter receitas para pratos à base de rato e vai distribui-las entre os hotéis de Bihar.

Ele ainda disse que quer incentivar a produção de ratos para o abate da mesma forma como é feito com aves.

Esta não é a primeira vez que o secretário propõe "idéias inovadoras". Ele já propôs a contratação de eunucos para fazer a segurança de maternidades e diz que a próxima iniciativa da secretaria é estimular a caça a cobras.
"Eu quero popularizar a caça às cobras por causa do valor econômico de seus venenos", disse ele.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica