Mulher dirige por 9 km na contramão (Estadão)

Polícia fez barreira na Imigrantes; motorista disse que voltou ao perceber que não tinha dinheiro para o pedágio


Tudo por causa da bolsa

Em plena saída para o feriado, quando o movimento nas estradas é intenso, uma aposentada de 58 anos cometeu uma imprudência no trânsito que poderia ter terminado em tragédia. Anteontem à noite, ao chegar ao pedágio do km 32 da Rodovia dos Imigrantes, no sentido Litoral Sul, a motorista deu meia-volta e seguiu na contramão por nove quilômetros.

A Polícia Rodoviária, acionada por um motorista, a interceptou. A mulher trafegava em alta velocidade. Os carros da polícia e da concessionária Ecovias, responsável pela rodovia, tiveram de fazer uma barreira para evitar acidentes.

A motorista foi parada no km 23. “Ela estava completamente perdida, não explicou nada condizente”, disse o tenente Silva Neto. A mulher relatou que voltou porque havia esquecido a bolsa e não tinha dinheiro para pagar o pedágio.

No carro foram encontrados três latinhas de cerveja fechadas e o documento do veículo, no nome de Lídia Vichelo, mas a polícia não confirmou se essa é a identidade da motorista. No boletim de ocorrência, registrado no 3º DP de São Bernardo, os policiais relataram que a aposentada estava “aparentemente embriagada”.

Por causa da suspeita, a mulher foi encaminhada ao Pronto-Socorro Municipal e foi submetida a um exame. Depois, seguiu para o Centro de Apoio Psicossocial, onde ficou internada. O médico que a atendeu não falou sobre o estado de saúde da motorista nem se a família foi encontrada. Um segurança afirmou que até ontem à tarde ninguém foi procurá-la.

No Rio, outro motorista imprudente dirigiu na contramão, na madrugada de ontem, e fez uma vítima. O motorista de táxi Marcos Henriques, de 45 anos, morreu depois de ser atingido em alta velocidade pela BMW do economista Rodrigo Godinho, de 26 anos, acompanhado de uma francesa. O casal não sofreu ferimentos.

ACIDENTES

Um grave acidente na BR-262, na cidade de Luz, na região centro-oeste de Minas, deixou cinco pessoas mortas e pelos 30 ficaram feridas na manhã de ontem, quando um ônibus que seguia de Porto Velho (RO) para Colatina (ES), na contramão, colidiu com uma carreta. A Polícia Rodoviária suspeita que a neblina tenha contribuído para o acidente.

Cinco pessoas também morreram em um acidente na madrugada de ontem na Rodovia RS-122, em Ipê, Serra Gaúcha. O acidente ocorreu entre uma Sprinter e um Gol. Os cincos mortos eram do Gol, com placa de Curitiba. Em São Paulo, o acidente mais grave ocorreu pela manhã no quilômetro 31,5 da Rodovia Castello Branco. O choque entre uma carreta e um veículo de passeio deixou seis pessoas feridas. (NAIANA OSCAR, EDUARDO KATTAH e PAULO ZULINO)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica