Professor é condenado por abuso sexual em SC (G1)

Crimes teriam ocorrido a partir do segundo semestre de 2006.
Vítimas eram meninos com idade entre 10 e 11 anos.


A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou um professor a 13 anos de reclusão por atentado violento ao pudor, praticado contra alunos da escola em que dava aulas em Itajaí (SC). Os crimes teriam ocorrido a partir do segundo semestre de 2006 e tiveram como vítimas meninos entre 10 e 11 anos.

Segundo o TJ, os autos afirmam que o professor abusava das crianças na própria sala de aula. Enquanto distraía parte da classe com uma série de tarefas, dirigia-se aos fundos da sala para praticar atos libidinosos com meninos.

Ainda de acordo com o TJ, o professor aproveitava o horário de lanche para se trancar na sala com suas vítimas, momento em que voltava a praticar os abusos sexuais. Estudantes, professores e diretores da escola prestaram depoimento e confirmaram as suspeitas sobre o professor.

O crime teve sua pena majorada por conta de ter sido cometido com abuso de autoridade e na condição de professor. A decisão da 2ª Câmara Criminal do TJ foi unânime.

O professor não pode entrar com recurso no Tribunal de Justiça de Santa Catarina porque a decisão foi unânime. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, ele poderá entrar com recurso em instâncias superiores, como o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica