Jeremias vai à Justiça após aparecer bêbado no YouTube (Folha de S.Paulo)



LUISA ALCANTARA E SILVA
DA REDAÇÃO

O pernambucano Jeremias José do Nascimento, famoso depois que uma reportagem "protagonizada" por ele -em que dava entrevista embriagado- foi parar no YouTube, está processando oito empresas de comunicação, o buscador Google (dono do YouTube), duas pessoas físicas e uma loja de camisetas. O vídeo virou um dos hits do site.

Ele alega ter sofrido danos morais. Em um programa transmitido pela TV Jornal Caruaru (afiliada do SBT), o repórter fala com Jeremias, levado à delegacia por dirigir uma moto alcoolizado.

A conclusão inicial do Tribunal de Justiça de Pernambuco, de agosto, foi que a "exploração da imagem do autor passou a ter caráter mercantilista" e pede que os denunciados não utilizem mais as imagens, sob pena de multa diária de até R$ 10 mil.
Para o advogado Manoel Affonso Ferreira, especialista em direito jornalístico, não há motivo para a ação. "Se falou espontaneamente, não há razão para tal."

A TV Jornal Caruaru contesta a ação, dizendo que a reportagem foi gerada por terceiros. O Google afirmou que ainda não foi notificado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Artigos de Luiz Felipe Pondé

Europa tem 75 mil prostitutas do Brasil

O que muda na língua portuguesa com a reforma ortográfica