Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 4, 2007

A mulher é uma mercadoria como outra qualquer, diz o antropólogo Marc Augé

A prostituição revela a verdadeira face do utilitarismo capitalista”, diz o antropólogo francês, Marc Augé. E o espetacular incremento do número de prostitutas nos últimos 15 anos “é filho da globalização”.

Marc Augé é o autor da fórmula “não-lugar” [Não-lugares. Introdução a uma antropologia da supermodernidade (Papirus, 1994)], que tanto êxito teve para representar e esclarecer dinâmicas da sociedade contemporânea. Perguntado pela formas de exploração que hoje afetam 500 mil pessoas em toda a Europa – mais de 30 mil na Itália –, lança sua acusação: “O tráfico de escravos do Terceiro Mundo é o produto de nossas sociedades. Alimenta-se de necessidades consubstanciais com o atual sistema econômico no qual tudo, inclusive os seres humanos, é reduzido a mercadoria”.

Segue a íntegra da entrevista que o antropólogo Marc Augé concedeu ao jornal italiano Il Manifesto, 3-11-2007. Tomamos a tradução espanhola do sítio La Haine, 7-11-2007. A tradução é do Cepat.

Por que, depois de anos de diminuiç…